Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Futebol’

A  Administração de Estádios do Estado de Minas Gerais (Ademg) realizou um trabalho de prevenção e correção do gramado do Estádio Joaquim Henrique Nogueira/Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, durante o recesso no calendário do futebol no Carnaval.

O procedimento denominado “plug”, desenvolvido pela Ademg, visa acelerar o processo regenerativo do gramado e consiste em retirar partes da grama do lado de fora das quatro linhas e replantar nos locais mais desgastados do campo de jogo. No total, 90 locais receberam o replantio de grama.

Principal palco do futebol mineiro desde julho de 2010, a Arena do Jacaré já recebeu este ano 11 partidas em pouco mais de um mês de atividades, com o gramado em ótimas condições de uso, reafirmando a excelência no planejamento e manutenção.

As intervenções ocorridas no feriado são importantes para que o gramado suporte o número de jogos na segunda quinzena de março. A partir deste domingo (13), estão programadas seis partidas na Arena do Jacaré nos próximos de 10 dias.

Mais intervenções

Segundo o responsável pelo gramado da Arena do Jacaré, Feliciano Alves, além do “plug”, o gramado recebeu, também, a aplicação da segunda dose de fungicida para evitar, principalmente, ação de fungos que causam manchas no campo. “A primeira aplicação foi em janeiro, antes do início das atividades, e é dividida em três etapas, precedendo o período de frio intenso, propenso ao surgimento de pragas, e terá fim em abril”, afirmou.

Complementando o tratamento, partes críticas como a grande área e o círculo central receberam adubação duplicada e terão crescimento da grama acelerado, para evitar efeito visual negativo e prejuízo técnico nos jogos.

O trabalho desenvolvido pela Ademg no gramado da Arena do Jacaré faz com que o campo de jogo do estádio de Sete Lagoas seja considerado por atletas e treinadores um dos melhores do país.

Anúncios

Read Full Post »

O governador Aécio Neves se reuniu nesta quinta-feira (29), no Palácio da Liberdade, com o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, e com o presidente da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib), Paulo Godoy. A entidade apresentou ao governador e ao prefeito estudo detalhado sobre a infraestrutura da capital, com indicações de ações e investimentos necessários para a realização dos jogos da Copa do Mundo de 2014. Após o encontro, o governador relatou que Belo Horizonte e o estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão) foram colocados pela FIFA como possíveis sedes da abertura, encerramento ou semifinais da Copa.

“Recebi, com muita alegria, ontem, um telefonema do presidente (da CBF) Ricardo Teixeira, me dizendo que saiu de Belo Horizonte extremamente bem impressionado com o processo que está em encaminhamento em relação ao Mineirão, e me confidenciou – e posso tornar isso público porque não pediu segredo – que o relatório da FIFA feito em cada uma das cidades-sedes, quando faz a conclusão com relação a Belo Horizonte, coloca Belo Horizonte e o Mineirão, em condições, obviamente, vencendo as etapas que estamos vencendo, de ser sede tanto da abertura da Copa do Mundo, de jogos das semifinais da Copa do Mundo, e até mesmo, da final da Copa do Mundo”, disse Aécio Neve, em entrevista.

Segundo ele, existe um consenso no Brasil para que a final da Copa de 2014 aconteça no Rio de Janeiro. “Existe um consenso nacional em relação ao grande palco do futebol mundial que é o Maracanã para que a final seja lá. Mas o relatório coloca o Mineirão numa posição excepcional e, aquilo que nós dizíamos há alguns meses e nem todos acreditavam, avança para se tornar uma possibilidade concreta: o Mineirão ser o grande palco de abertura da Copa do Mundo. Estamos com o nosso processo em dia, caminhando adequadamente”, completou.

Infraestrutura

O governador também elogiou o relatório apresentado pelo presidente da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base sobre ações de infraestrutura em Belo Horizonte, visando a Copa de 2014. Segundo ele, as equipes do Governo de Minas e da Prefeitura de Belo Horizonte analisarão o documento e poderão incorporar algumas sugestões ao cronograma de obras já pré-estabelecido.

“A Abdib tomou a saudável iniciativa de fazer um profundo estudo, depois de um convênio com o Ministério dos Esportes, com uma análise aprofundada das necessidades de investimentos em infraestrutura, visando a Copa do Mundo. Não se fala aqui de estádios apenas, mas do ponto de vista de logística, de acesso, da rede hospitalar, da rede hoteleira, de portos e aeroportos. Recebemos esse relatório, nossas equipes vão analisá-lo com profundidade, vão obviamente incorporar algumas questões ou estabelecer algumas novas prioridades em face do que aquilo que está sendo já feito ou planejado no Estado de Minas Gerais”, disse Aécio Neves.

Aeroporto e metrô

O governador informou que na próxima semana receberá em Belo Horizonte o presidente da Infraero, Murilo Marques Barboza, para conversar sobre a elaboração do projeto executivo de ampliação do Aeroporto InternacionalTancredo Neves, em Confins. O projeto inclui a construção de um segundo terminal de passageiros e aumento de capacidade do estacionamento do aeroporto.

“Temos lá um terminal com capacidade para 5,5 milhões de passageiros por ano. Essa capacidade já está exaurida. Estamos no seu limite e precisaremos ampliar esse terminal para até 7 milhões de passageiros. Já existe projeto para isso”, disse o governador.

Em relação ao metrô de Belo Horizonte, Aécio Neves ressaltou que várias alternativas foram apresentadas ao governo federal, com investimentos públicos e também em parceria com o setor privado.

“Já entregamos à Casa Civil há algum tempo e infelizmente não tivemos ainda o retorno que gostaríamos de ter. Várias alternativas foram apresentadas, do ponto de vista da viabilização do empreendimento, seja com investimentos públicos, seja em parceria com o setor privado, mas é preciso que haja, em relação à questão do metrô de Belo Horizonte, um posicionamento mais claro por parte do governo federal”, afirmou ao final do encontro, que também contou com a presença do secretário de Estado de Esportes e da Juventude, Gustavo Corrêa.

Read Full Post »

Governador Aécio Neves, a Fifa tem revisto conceitos em relação a determinar se o jogo vai acontecer da seleção, em 2014, naquela cidade. O Morumbi, por exemplo, está passado por um problema. O senhor já fez as contas? Se o Governo Federal não liberar o dinheiro, até qual data para metrô e Aeroporto de Confins que pode ficar inviável? Qual o temor que o senhor tem neste momento?

Olha, o que disse essa semana volto a dizer. É preciso que o Governo Federal se manifeste em relação à sua responsabilidade nesses investimentos. No ponto de vista da mobilidade urbana, aí nós incluímos a questão do metrô, os aeroportos são uma preocupação permanente do comitê central da Fifa. Tive uma reunião na semana passada, um encontro, na verdade, como o presidente Ricardo Teixeira. Ele reiterava isso, que ele tem uma preocupação ainda maior com a questão dos aeroportos. Porque no que diz respeito à responsabilidade do estado, à reforma do Mineirão, e à adaptação do Mineirão às exigências da Fifa, isso é responsabilidade que o estado cumprirá no tempo estabelecido. Não tem o menor risco que isso não ocorra. E inclusive já disse algumas vezes e quero repetir. Acho que o Mineirão será o primeiro estádio brasileiro 100% pronto, adequado às exigências da Fifa e se colocou na disposição da Fifa, até mesmo, para fazer, quem sabe, o jogo de abertura da Copa ou ter um papel importante e também, quem sabe, receber aqui o grupo do Brasil.

Portanto, o Mineirão vai fazer a sua parte, essa é a responsabilidade do estado. Hoje mesmo tenho uma reunião com o vice-governador Antonio Anastasia, que é o chefe do comitê responsável pela Copa, exatamente para fazermos uma análise pontual de cada uma das medidas, de cada um dos prazos que estaremos tendo que cumprir.

Em relação ao Governo Federal, há expectativa que o BNDES possa participar desse esforço de investimentos. Estive na semana passada com o ministro Jobim levando a ele a nossa proposta depois de um profundo estudo que fizemos com o master plan do aeroporto internacional com a parceria de uma consultoria internacional, talvez a mais qualificada para a questão de aeroportos. Entregamos para ele o projeto que passa pela ampliação do terminal atual para 7 milhões de passageiros e o início do projeto executivo para a construção do segundo terminal de mais 7 milhões de passageiros. Os dois serão absolutamente necessários à Copa de 2014. Mas essa é uma responsabilidade do Governo Federal, e é preciso que o governo apresente esse cronograma, e acredito que o fará. Certamente o governo deve ter uma estratégia nesse momento, ou montando uma estratégia que visa priorizar os investimentos nessas cidades. Estamos aguardando principalmente essas duas definições, recursos para o metrô e para a ampliação do aeroporto internacional. A parte do estado, em parceria com a Prefeitura Municipal, estaremos fazendo.

Mas Belo Horizonte corre risco?

Não. Zero de risco e repito, zero, absolutamente zero o risco de que haja algum atraso. Belo Horizonte e o Mineirão estarão se apresentando à Fifa no final de 2012, como o primeiro estádio brasileiro cumprindo as exigências e à disposição para ter um papel muito importante na Copa do Mundo.

Fecha em julho ou em dezembro o estádio?

Fecha no inicio do ano que vem. Não é uma data estabelecida ainda, mas fecha no inicio do ano que vem.

O deputado Antonio Andrade ontem disse que com o Serra não tem acordo. Essa preferência, essa aproximação sua com o PMDB é um trunfo na guerra contra o Serra?

Não tem guerra contra o Serra. Serra e eu somos companheiros. E é natural que um partido da dimensão do PSDB, que tem um projeto de Brasil como tem o PSDB, tenha alternativas. Vejo isso como algo absolutamente saudável. Agradeço a declaração do deputado Antonio Andrade no sentido de que gostaria na verdade – acho que este é um sentimento não apenas dele, é do PMDB e de outros partidos – de que Minas Gerais pudesse ter um papel mais efetivo na construção do Brasil pós 2010. Acho que eles querem, e esse sentimento é um sentimento da solidariedade mineira do que qualquer outra coisa. Vamos continuar fazendo o que fizemos até aqui, vou continuar andando, vou continuar discutindo ideias e acredito que até o final do ano estaremos prontos para uma decisão.

Read Full Post »

O governador Aécio Neves afirmou, nesta sexta-feira (11), que o Mineirão estará pronto para receber turistas e atletas que participarão da Copa do Mundo de Futebol de 2014 no final de 2012. Ele disse que não haverá atraso no cronograma de obras, mas voltou a afirmar a necessidade de investimentos federais destinados à ampliação do metrô de Belo Horizonte e do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins.

“É absolutamente zero o risco de que haja algum atraso. Belo Horizonte e o Mineirão estarão se apresentando à Fifa no final de 2012 como o primeiro estádio brasileiro cumprindo as exigências e à disposição para ter um papel muito importante na Copa do Mundo”, afirmou ele, em entrevista, ao participar do encerramento da Semana do Ministério Público, em Belo Horizonte.

Metrô e aeroporto

Segundo o governador, a ampliação do metrô será fundamental para garantir maior mobilidade às pessoas durante os jogos da Copa do Mundo. Ele disse também que a melhoria da infraestrutura oferecida pelos aeroportos brasileiros é uma preocupação permanente do Comitê Central da FIFA. Na semana passada, o governador entregou ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, projeto para aumentar a capacidade de atendimento do Aeroporto Internacional Tancredo Neves.

Pelo projeto, o atual terminal que hoje recebe 5 milhões de passageiros por ano, passará a receber 7 milhões de passageiros/ano. O projeto prevê também a construção de um segundo terminal que elevaria a capacidade de atendimento para 14 milhões de passageiros/ano.

“Entregamos ao ministro Jobim o projeto que passa pela ampliação do terminal atual para 7 milhões de passageiros e o início do projeto executivo para a construção do segundo terminal de mais 7 milhões de passageiros. Os dois serão absolutamente necessários à Copa de 2014. Mas essa é uma responsabilidade do governo federal. É preciso que o governo apresente esse cronograma e acredito que o fará. Estamos aguardando principalmente essas duas definições, recursos para o metrô e para a ampliação do aeroporto internacional”, disse o governador.

De acordo com o governador, as obras de responsabilidade do Governo do Estado em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte estão garantidas.

“Acho que o Mineirão será o primeiro estádio brasileiro 100% pronto, adequado às exigências da Fifa. E se colocou à disposição da Fifa, até mesmo, para fazer o jogo de abertura da Copa ou ter um papel importante e também, quem sabe, receber aqui o grupo do Brasil. Portanto, o Mineirão vai fazer a sua parte, essa é a responsabilidade do Estado”, disse ele.

Read Full Post »

Dois importantes anúncios foram feitos sexta-feira (28) para garantir estádios que serão alternativas para os jogos de times mineiros enquanto o Mineirão estiver em reforma para a Copa 2014: as obras no estádio do Jacaré devem começar em setembro e o edital de licitação para reforma do Independência será publicado na próxima semana.

A CBR Construtura foi a empresa que apresentou menor preço, entre as 13 propostas das empresas habilitadas, para reforma do Estádio do Democrata de Sete Lagoas, a Arena do Jacaré, com um valor de R$ 8.623.002,62. O Departamento de Obras Públicas do Estado de Minas Gerais (Deop/MG) anunciou o nome da empresa nesta sexta-feira (28).

Segundo informações do Deop, após a assinatura do contrato, a CBR Construtora Ltda deverá iniciar as obras imediatamente com o objetivo de deixar a Arena do Jacaré em condições de realizar os jogos que estão programados para a primeira fase do campeonato mineiro de 2010, com início previsto para janeiro. Segundo o diretor geral do Deop, João Antônio Fleury, “as obras devem estar concluídas em cerca de 120 dias, o que garantirá a realização dos jogos”, explicou.

Com a definição da proposta de menor preço, o próximo passo da comissão de licitação do Deop é publicar o resultado no Diário Oficial Minas Gerais de sábado (29). A partir da publicação, será aberto um prazo de cinco dias úteis para a publicação da homologação do resultado, provavelmente, até 10 de setembro próximo. Em seguida, será elaborado o contrato, depois haverá a assinatura e ordem de início desta obra.

Independência

João Fleury informou, também, que deve ser publicado na próxima semana o edital para contratação da empresa que irá reformar o Estádio Raimundo Sampaio – o Independência, após concessão de licença ambiental por parte do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comam), nesta sexta-feira (28).

“Após a liberação do Comam, falta apenas a Caixa Econômica Federal liberar a planilha com os custos finais, o que deve acontecer no início da semana que vem. Feito isso, publicaremos o edital para licitação”, informou o diretor geral do Deop.

O objetivo das reformas é colocar o Independência em condições para sediar os jogos do Campeonato Mineiro de 2010 e 2011, enquanto o Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão) estiver fechado para obras de modernização visando à realização dos jogos da Copa do Mundo de 2014.

O custo das obras de reforma do Independência é de R$ 50 milhões, sendo R$ 20 milhões do Tesouro Estadual e o restante do governo federal.

Read Full Post »

Comitê Olímpico Brasileiro vê possibilidade em Belo Horizonte sediar jogos de futebol das Olimpíadas 2016Belo Horizonte tem chances reais de sediar jogos de futebol das Olimpíadas 2016. A avaliação foi feita nesta quarta-feira (26) pelo diretor de Relações Institucionais do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Fábio Starling, durante palestra no Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR), em Belo Horizonte. “As perspectivas que temos são reais”, afirmou o dirigente do COB, um dos responsáveis pela apresentação ao Comitê Olímpico Internacional (COI), em Lausanne, na Suíça, da candidatura do Rio de Janeiro como sede das Olimpíadas em 2016.

Ele lembrou que, caso a capital fluminense seja a escolhida na disputa com Chicago, Tóquio e Madri, Belo Horizonte será subsede de futebol masculino e feminino. Fáfio Starling revelou, ainda, que em 15 de setembro serão divulgados os resultados das análises procedidas pelo COI nas cidades brasileiras candidatas a sede e subsede dos jogos que incluem também São Paulo, Brasília e Salvador. “Dia 2 de outubro, será divulgado o resultado das eleições no COI para a escolha da sede”, completou o dirigente esportivo. Ele garantiu que os técnicos do COI gostaram das propostas apresentadas pelas cidades brasileiras.

Fábio Starling esteve na capital mineira para apresentar aos governos estadual e municipal, que trabalharam pela candidatura do Brasil, os resultados dos contatos mantidos na Suíça. Na sua avaliação, o COI e a Comissão de Candidatura Rio 2016 apresentaram ao COI garantias que superam as exigências da entidade olímpica internacional.

Na avaliação do secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (Seej), Rogério Romero, a boa avaliação de Belo Horizonte é decorrente da política do Governo do Estado de gerar as condições necessárias para o recebimento de disputas internacionais de modalidades esportivas diversas. “Belo Horizonte tem a seu favor ainda, o projeto de modernização de estádios, decorrente das exigências para o sediamento de jogos da Copa do Mundo da FIFA de 2014”, afirmou Romero.

Read Full Post »

Read Full Post »

Older Posts »